terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Porque uma parte do povo nordestino sao chamados de "cabeca chata"??? Saiba aqui o porque???








O povo nordestino é uma mistura entre povos de origem Européia, africana e amerindia (indios).
Uma parte do povo nordestino, tem sim, o cranio ligeiramente "achatado", orelhas protuberantes e queixo ligeiramente fino. 
O que acontece é que, aproximadamente 2000 anos na regiao do Nordeste do Brasil, existia uma população homogênea de braquicéfalos (cabeças-chatas), não aparentada com outros grupos já estudados no Brasil.
Os indivíduos apresentam estatura médio-baixa, tendo os homens entre 1,57m e 1,63m e as mulheres entre 1,49m e 1,59m. Capacidade craniana variável de média 1.419 cc para os homens e 1.284 cc nas mulheres.
Tais descobertas foram feitas em Pernambuco pela Equipe de arqueologia da Universidade Católica de Pernambuco, em escavações no Sítio Furna do Estrago. 
Este povo, com o passar do tempo, se misturaram com outros povos que ali chegaram, fazendo com que estas "caracteristicas" fossem preservadas, principalmente em certos lugares do Nordeste.
Gostaria de ressaltar aqui, que nao são TODAS as pessoas que possuem estas caracteristicas, por causa das misturas consecutivas com outros povos como os africanos e europeus.
Deixo aqui o link para qualquer esclarecimento posterior http://www.pousadapeter.com.br/brejomuseu.htm.

Há muita descriminação no Brasil, por causa do povo nordestino, em geral, pela falta de conhecimento das pessoas. Gostaria aqui, com este Post, contribuir neste esclarecimento.



26 comentários:

  1. Interessante e educativo seu post. Sou nordestino, nascido em Salvador/BA. Obviamente, sei que 99% das referências à circunferência craniana dos nordestinos provém de uma mente vazia de argumentos científicos, diferente desses que estão no artigo. Na verdade, tudo isso não passa de uma perda de tempo, porque não se mede inteligência, nem capacidade intelectual pelo desenho da cabeça, nem cor da pele ou origem. A inteligência talvez seja a capacidade de conviver com todas essas diferenças.
    Forte abraço,
    Herval

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpe, mas ninguém nascido em Salvador/BA é nordestino de fato. Salvador está no extremo leste do Brasil e não guarda nenhuma semelhança cultural com o nordeste de fato.

      A Bahia foi inserida no nordeste por força de lei, a partir de decreto do governo federal.

      Geografica e culturalmente, a Bahia não é nordeste. Eventualmente a parte mais ao norte da Bahia - dada a proximidade do Pernambuco e Ceará - guarda certa semelhança.

      Excluir
  2. A inteligência esta na capacidade de resolver problemas. Queria ver um senhor exigentíssimo da cidade grande, ter a capacidade de sobrevivência e força espiritual que este povo tem.

    Gostei da sua abordagem!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quero ver outro povo sobrevier às condições climáticas e adversas as quais os nordestinos são submetidos no sertão. Alguns meses sem chuva e os sulistas já falam em calamidade...povinho fraco. O que seria do Brasil sem a força do nordestino? São Paulo seria o que é? Brasília teria saído do papel? O Rio seria a cidade maravilhosa? O Brasil sem o nordestino seria só mais um país da américa do sul...Pronto, falei!

      Excluir
    2. nada a ver com um monte de baboseiras que são escritas por ai. Esse cognome foi simplesmente adquirido durante a independência do Brasil. Quando D. Pedro I declarou a independência havia muitos opositores inclusive para o combate armado, ele então convocou uma força de resistência e na maioria absoluta formada por nordestinos e devido o formato do chapéu de abas largas dava a impressão que a cabeça das pessoas era achatada, então os opositores para tentar de alguma forma humilhar ou desqualificar os seus adversários falavam: lá vem o exercito de cabeças chatas e ai ficou! só isso! se não acreditam leiam o livro do autor: Luiz Costa pereira Jr. intitulado: "com a língua de fora"

      Excluir
    3. Eu sou do Sudeste. Porém nunca desrespeitei ninguém ( independente daonde venha) tenho amigos dos quatro cantos do Brasil. Uns poucos que conheci que vem do Nordeste são na verdade rude e pensam que são melhores que os outros. Infelizmente essa a impressão que passaram. Mas não mudei por causa desses e mesmo assim nunca perdi o respeito por esses mesmo que outros diriam ' eles não merecem respeito pela atitude ruim'. Isso porque fui criada de uma forma onde devo respeita a todos independente se merecem ou não. E sim sou do Sudeste mas isso não me faz melhor ou pior do que ninguém. Não é justo estereotipar falando que o povo do Sul é fraco ..você não sabe da vida de cada um e o que cada indivíduo passou na vida. Respeitem a todos pois isso é mostrar ser pessoa madura.

      Excluir
    4. O que quis dizer foi que alguns que conheci que vem do nordeste me decepcionaram várias vezes. Mesmo eu dando o meu melhor , tratando com todo o respeito. Sei que isso não significa que todo mundo é assim no Nordeste. Sei que todo mundo é diferente. Só tive o azar de conhecer essas pessoas que não tem muita humildade e agem sem pensar com palavras muito rudes em vez de perguntar primeiro.Todo mundo tem um lado bom e ruim. Dependerá da gente como indivíduo saber perdoar e não se vingar mesmo quando injustiçado.

      Excluir
  3. Muito interessante este post. Sou nordestino (MA) e não sabia dessa curiosidade. Mandou bem!

    abraço!!!

    ResponderExcluir
  4. Ouvia dizer que era porque o sertanejo dormia em redes! Será?

    ResponderExcluir
  5. É só o nordestino passar a respeitar os outros povos, que não será vítima de discriminação nenhuma.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, não dá para respeitar a quem não se conhece....seu post anônimo indica que o preconceito já está dentro de vc...Só lamento por vc.

      Excluir
    2. E eu lamento por ter esse pensamento: " não respeitar a quem não conhece". A pessoa de respeito dá respeito a quem quer que seja sem esperar nada em troca. Isso separa as pessoas imaturas das que tem maturidade. Não retribuir mal por mal pois é aí que começam os problemas.

      Excluir
    3. Quero dizer...os problemas começam quando a pessoa retribui mal por mal.

      Excluir
  6. diante de Deus somos todos iguais.

    ResponderExcluir
  7. Precisamos respeitar o nordestino... Aplausos para eles, são antes de tudo, fortes, como disse Euclides da Cunha!!! O Senhor os abençoe muitíssimo, alargue as suas fronteiras, tenha sobre eles a Sua Mão de Poder, protegendo, livrando de todo mal, de tal sorte que sejam livres de suas aflições, em nome de Jesus!!!

    ResponderExcluir
  8. Não é todas as mulheres que tem 1.49 e 1.59 eu sou do nordeste tenho 1.74 é tem muitos que eu conheço ai do nordeste que são bem altos, mas a maioria da população a baixa mesmo :)
    Mas todos somos iguais, mas muitos tem preconceito com as pessoas do nordeste.

    ResponderExcluir
  9. Não são as mulheres nordestinas da atualidade que o artigo está dizendo que tem entre 1.49 e 1.59. O artigo se refere a um grupo indígena que habitava o Nordeste. Além dessa questão da altura, a outra característica era a famosa "cabeça chata". Esse grupo foi se mesclando com outros indígenas, depois da colonização do Brasil com os europeus e africanos. Isso modificou essas características, mas algumas delas ainda são evidentes entre muitos habitantes da região, descendentes desses índios índios.

    ResponderExcluir
  10. vale lembrar de que ninguem escolheu ser nordestino, ou de outras raças. O ser humano nasce e não se pergunta de que raça ele quer ser na terra. Ele simplesmente nasce e com o tempo vai crescendo e descobrindo a que raça ele pertence. Muitos começam a sentir na pele desde cedo a diferença que ele carregara pelo resto da vida. Mas isso não impede ninguem de ser um bom cidadão, obedecer as leis, estudar,trabalhar e contribuir para o bem comum de todos. E no Brasil o individuo pode falar que e de qualquer parte do pais ,mas não pode falar que e do nordeste que a corja se levanta com ofensas e discriminações de todo o tipo. Mas isso não faz o nordestino se sentir pior do ou melhor do que outros por que ele não escolheu ser nordestino. Ele simpesmente segue sua vida, pois sabe que em seu coração pulsa e em suas veias corre o sangue de de todos os povos do mundo!... nasci nordestino e senti na pele e ainda sinto a discriminação,palavras de ofensas e piadas de todo o tipo contra a minha pessoa. confesso que passei por uma adolescencia dificil em minha vida em são paulo, onde fui criado nesta cidade desde os meus seis anos, com qunize anos entrei em um escritorio para trabalhar como office boy e la o dono falou para seus funcionarios que um cearense iria começar no dia seguinte foi muitas risadas e piadas , um garoto negro que trabalhava la me contou um tempo depois. segui minha vida normal trabalhando com honestidade e dedicaçao, estudando e sabendo dentro de mim que não foi uma escolha minha ser nordestino. Então não tinha o que temer, quando comecei a pensar assim senti que um peso saiu do meu coração. E qualquer racista que encontrava e encontro com palavras e piadas ofensivas eu simplesmente ignoro e sigo a minha vida. Quando quis arrumar uma namorada eu procurei seguir o meu coração, fosse nordestina ou não, não me importava a raça. E a melhor escolha da mina vida foi escolher alguem com amor. Hoje estou com quarenta anos casado ,com filho e morando no parana. A familia da minha esposa meio que escondido mas foram contra, ouvi muitas piadinhas.terminamos o namoro varias vezes por causa disso mas isso não fez eu me sentir pior ou melhor , segui meu coração!

    ResponderExcluir
  11. Adorei o post, adorei os comentarios também. Sou cerence e tenho muito orgulho disso, pois o nordestino tem força, garra, perseverança, etc...

    ResponderExcluir
  12. Discriminar, qualquer babaca discrimina; quero ver um idiota desses discriminar e provar uma qualidade superior, mesmo porque não a possui. O superior não discrimina, quem discrimina é sempre inferior. Alguns desses imbecis bem gostariam de passar no vestibular do ITA, o que não é para qualquer um, uma vez que a imensa maioria dos vencedores daquele concurso é de cearenses. Vai lá, discrimina e toma a frente deles.

    ResponderExcluir
  13. sim! para DEUS somos todos seres iguais (mesma origem e mesmo destino)...mas..."me diga com quem tu andas que te direi quem tu és"

    ResponderExcluir
  14. quem trabalha é trabalhador
    quem invade, invasor
    quem inventa é inventor,
    quem copia, copiador
    quem tem sobrenome tem origem,
    quem foge e abandona é covarde
    quem discute e aceita ou não é civilizado
    quem fura com faca é bárbaro
    avô pobre, pai médio, neto doutor, com recurso próprio...
    quem não sai daquilo, hereditariedade perpétua, com ajuda do governo...
    quem trabalha evolui e um dia atravessa o oceano de volta

    quem invade um dia novamente abandona e não atravessa o sertão e volta mas invade e destrói novamente no sul

    porque "quem sabe faz a hora, não espera acontecer!"

    ResponderExcluir
  15. sou nordestina e cearense, legal saber disso, pois tenho cabeça chata com quexo fino e outros cearenses tem o formato rosto parecido com o meu. Vim procurar pra saber kkkkkkk

    ResponderExcluir
  16. sou nordestina e cearense, legal saber disso, pois tenho cabeça chata com quexo fino e outros cearenses tem o formato rosto parecido com o meu. Vim procurar pra saber kkkkkkk

    ResponderExcluir
  17. Gerson,quero ver você vir ate aqui em Curitiba ou qualquer região do sul e falar isso.temos muito orgulho de onde nascemos e com certeza receberia ou olhares feios ou seria linchado.somos muito bairristas.duvido vc enfrentar condições climáticas como as que temos ou tivemos algumas vezes.esses dias fez 2 graus aqui,e por vir esta -2 para o inverno.nao aguenta o frio nem de são Paulo,quanto mais o da serra catarinense,o qual ja chegou a -10..vc fala que somos fracos,mas venha ate nossas cidades ver a fraqueza de nosso povo.tivemos a coragem de erguer elas com suor,e não nos contentamos na miseria.quando não chove por aqui bom sinal não é,já que geralmente chove no mínimo 3 vezes por mês.nao venha me falar que somos fracos.venha ate nossas cidades e veja nossa fraqueza.e não venha me falar que sou preconceituoso ou xenofobico.vc quem começou,e vcs que se rebaixam com esse complexo de inferioridade,que tudo é preconceito a vocês.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O problema começa também com essa de complexo de inferioridade. Concordo com vc. O Nordestino pede respeito...entendo isso porém o ideal é dar respeito a TODOS independente de quem seja e outra, uma pessoa de respeito dá respeito sem esperar receber de volta. Isso mostra ser pessoa madura ( não paga mal por mal). Sou do Sudeste do Brasil mas isso não me faz melhor ou pior do que ninguém.

      Excluir